logotipo da gestão participativa do SUS imagem menu

Minorias

Racismo, o que é?

O que é racismo? 

O racismo é uma ideologia baseada na hierarquização de raças, de tal forma que umas se consideram superiores às outras. O racismo impacta negativamente na vida de negras e de negros, comprometendo sua autoestima, assim como seu acesso a serviços e direitos sociais. 

O que é preconceito racial?

O preconceito racial consiste em uma ideia pré-concebida em relação a determinado grupo em razão de sua raça/cor; de modo que a este grupo são atribuídas características de inferioridade, reforçando estereótipos racistas.

Você Sabia?

Iniquidade – “Iniquidades em saúde referem-se a diferenças desnecessárias e evitáveis e que são ao mesmo tempo consideradas injustas e indesejáveis. O termo iniquidade tem, assim, uma dimensão ética e social” (WHITEHEAD, 1992). Este conceito é importante para a compreensão da necessidade das políticas de equidade em saúde, a exemplo da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra, considerando as condições de vulnerabilidades e iniquidades a que estão submetidas esta população.

O racismo afeta a saúde?

Sim, o racismo afeta a saúde. O racismo influencia a ocorrência de problemas de saúde e potencializa seus fatores de risco. O Ministério da Saúde reconhece o racismo, as desigualdades étnico-raciais e o racismo institucional como Determinantes Sociais das Condições de Saúde. 
Determinantes Sociais em Saúde (DSS) são os fatores sociais, econômicos, culturais, étnicos/raciais, psicológicos e comportamentais que influenciam a saúde das pessoas.

Você Sabia?

• 3% da população brasileira já se percebeu discriminada nos serviços de saúde. Entre as pessoas negras que referiram discriminação, 68% foram discriminadas no hospital, 26% nos postos de saúde e 6% em outros serviços não especificados. Ainda que isto tenha sido percebido, poucos buscaram denunciar o ato. Entre aqueles que o fizeram, ninguém relatou ter sido informado sobre as providências tomadas pela instituição para reverter o quadro.
Fonte: Pesquisa Nacional sobre Discriminação Racial e Preconceito de Cor no Brasil, 2003. Fundação Perseu Abramo e Instituto Rosa Luxemburgo Stufting.

• 7,2% do total de adolescentes entrevistados que relataram ter sofrido algum tipo de bullying. Destes, o percentual que afirmou ter sofrido bullying pela cor ou raça foi de 6,8% (com intervalo de confiança IC95%: 6,4-7,3). Ainda, sofrer bullying por cor ou raça foi 4 vezes maior em adolescentes que se autodeclaram de cor de pele preta. 

Como o racismo se expressa?

O racismo interpessoal é quando pessoas fazem uso de pensamentos preconceituosos e têm ações discriminatórias ofendendo a população negra de maneira a afetar o seu direito à saúde entre outros bens e serviços sociais, como o simples fato de conviver respeitosamente.

O racismo institucional ocorre quando uma organização não consegue prover um serviço apropriado e profissional para as pessoas por causa de sua cor, cultura ou origem étnica. O racismo institucional coloca pessoas de grupos raciais ou étnicos em situação de desvantagem no acesso aos benefícios gerados pela ação das instituições e organizações (como por exemplo, em políticas públicas).

O racismo institucional está diretamente ligado à forma como a sociedade está estruturada e com a falta de reconhecimento da cidadania plena da população negra impedindo-a de acessar integralmente bens e serviços, reduzindo a longevidade e potencializando agravos na saúde.


Como o racismo institucional acontece? Como identificar uma prática racista?

O racismo não se apresenta necessariamente na forma de atitudes discriminatórias explícitas, mas também na forma de resultados negativos ou desiguais para o grupo vulnerável (negação da necessidade). É preciso identificar o racismo nas instituições e como ele ocorre, a saber: linguagem codificada (violência simbólica) e negligência (indiferença diante da necessidade).


FONTE: Portal Saúde ( http://portalsaude.saude.gov.br/ )


A Lei de 1989 estabelece penas para delitos resultantes de preconceito de raça ou de cor; racismo na web tem canais diretos de denúncia.

http://denuncia.pf.gov.br/

http://new.safernet.org.br/denuncie 

http://cidadao.mpf.mp.br/


Se quiser compartilhar alguma história ou discutir sobre o tema, envie -nos um relato ou abra uma discussão no nosso fórum.

http://polosus.com.br/colaboracao/relato

http://polosus.com.br/forum/